• Romario Regis

Ato Público pede retomada das obras do Hospital da Mãe

Atualizado: 12 de jul.

Estivemos em mais um ato público organizado pelo Movimento de Mulheres de São Gonçalo sobre a obra abandonada da maternidade do Colubandê. Ato em repúdio ao descaso do poder público com a saúde das mulheres Gonçalenses.


São 8 anos de indiferença com o espaço de grande potencial devido a sua estrutura física e localização. A luta incansável contra as mortes maternas evitáveis, contra o descaso com a gestação e o nascimento e contra a negligência médica por falta de uma maternidade de referência em alto risco no nosso município.


Vale lembrar que o projeto do hospital previa 100 leitos, 14 salas de pré-parto, parto, pós-parto e três salas para parto cirúrgico e leitos de terapia intensiva para mães e bebês.


Compartilho com essas mulheres a luta pelo retorno das obras. Ressalto a importância de ter esse equipamento público funcionando e atendendo não só as gonçalenses mas sim toda a Região Metropolitana.



9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo